sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Fotografia: A Entrada Principal do Complexo da CUF no Barreiro em 1973


No ano em que a CUF mudou o seu logótipo, assumindo "a nossa dimensão em direcção ao futuro" (Palavras do Dr. Jorge de Mello) aqui fica uma foto da entrada do Complexo já com o novo símbolo. Pode-se ver em primeiro plano a zona dos Superfosfatos, ao fundo pode ainda observar-se a correia de transporte que existia entre estes edificios e os armazens do cais. Na entrada podemos da esquerda para a direita a bandeira da Câmara Municipal do Barreiro, a Bandeira Nacional, e a nova bandeira da CUF. A propósito, o que será feito dessa bandeira?

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Actualizações

Foram actualizadas as fotos do Saco de Enxofre da CUF, substitui-as por umas melhores e mais visíveis e com o pormenor de ter também as letras na sua parte traseira. Foi ainda actualizada a lista de empresas pertencentes ao Grupo CUF, sendo criada uma área para as suas Actividades no Mercado Externo. Onde aliás podemos observar a forte expansão que a empresa estava a ter em território brasileiro, fazendo parte da sua estratégia de internacionalização. Em 1973 a tomada sucessiva de empresas ligadas a produtos para a Agricultura denuncia a entrada em força no Mercado Brasileiro, que não será estranho vejamos:

- O Brasil possuía (e possui) um importante sector agrícola.
- Era um Espaço económico em franco desenvolvimento com estreitas relações a Portugal.

Nas vésperas do 25 de Abril, existiam ainda outros projectos em curso do Grupo CUF em território brasileiro:

- Uma fábrica de tabaco em ligação com a Dunhill
- Estaleiros no Porto Mineraleiro de Tubarões
- Uma Fabrica de Papel em ligação com a Billrud

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Curiosidades: Carimbos de Livros das Bibliotecas da CUF

O resultado de se andar por feiras de velharias, leva-nos a temáticas interessantes como esta que hoje aqui vos trago. Falando aqui e ali, desfolhando livros nestas feiras, encontram-se curiosidades sobre o tema entre os demais livros que por lá andam perdidos, á espera de encontraram os seus futuros compradores. É o caso deste livro:




Trata-se de um livro pertencente á Biblioteca da Liga de Instrução e Recreio CUF (como se pode ver no carimbo, colocado na primeira pagina do livro - foto2). Observa-se ainda nessa página que provavelmente o livro teria chegado á Biblioteca no ano de 1932. Olhando agora para a foto3 na ultima pagina do livro estava afixada a página das devoluções, cuja a ultima entrega estáva datada de 5 de Agosto de 1967. Estamos pois perante um livro que ainda é do tempo da já referida Liga, que foi, por assim dizer, a "mãe" do Grupo Desportivo da CUF (criado a 27 de Janeiro de 1937).





Veja-se agora estes dois exemplares, dois manuais um é um Guia prático de Fertilização por Adubos, e o outro escrito em espanhol é também um manual de Fertilização. Trata-se de dois manuais, que pelo que sei foram requisitados por engenheiros agrónomos que se encontravam em Angola ao Centro de Documentação da CUF.

No primeiro livro olhando os carimbos, podemos verificar que era do Centro de Documentação, e mais abaixo pode ler-se a sigla D.P.A. - documentação e biblioteca. Informando-nos que este livro era pertença da Divisão de Produtos para a Agricultura da CUF.
Em cima, a vermelho verificamos que o livro foi enviado a 29 de Novembro de 1961.

No segundo livro sobre Fertilização, obverve-se o curioso carimbo no topo riscado a lapis, pertencente á COMFABRIL - Companhia Fabril e Comercial do Ultramar, que alias já referi parte da sua história num post anterior. Em baixo ve-se o carimbo da CUF a referir que se destinava ao mercado externo, neste caso á entao provincia de Angola.

Deixo aqui estes curioso 3 exemplos de carimbos ligados á CUF e á vida da empresa. Espero que seja do agrado de todos.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Jogo de Hoquei em Patins do Grupo Desportivo da CUF - Benfica


Vejamos este interessante panfleto publicitário a anunciar o jogo de Hoquei disputado entre o Grupo Desportivo da CUF e o Benfica. Jogo esse que teve como desfecho um empate (CUF 6 - Benfica 6).

Lendo o jornal desportivo "Record" datado de 4 de Junho de 1960, referia-se desta forma ao jogo:

"O Jogo CUF- Benfica foi fértil em golos - nada menos que 12 - meia dúzia para cada lado. Depois de uma primeira parte em que os cufistas evidenciando supremacia chegaram ao intervalo a ganhar por 4-1, assistiu-se á esplêndida recuperação dos encarnados que alcançaram o empate nos últimos segundos do desafio."

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Medalha da Constituição do Banco Totta & Açores



Numa óptica de crescimento e expansão por parte do Grupo CUF, de cada vez maior necessidade de um fortalecimento de capitais, para os seus novos e vultuosos projectos, adquire o Banco Lisboa & Açores (instituição bancária fundada em 1875). Assim a partir de 1 de Janeiro de 1970 e devido á fusão deste banco, com o Banco Totta-Aliança (fundado em 1961) o seu nome passa a Banco Totta & Açores. Com esta fusão este Banco passa á categoria dos 5 maiores bancos do sistema financeiro português. Analisando a Revista Tempo Economico, poderiamos dizer que:

O Banco Totta & Açores era em 1974:

  • O 6º maior banco a nível de Capital (900*) e de Reservas (335*)
  • O 6º maior em Fundos Próprios ( 1.592*)
  • O 3º maior em Depósitos (24.442*)
* valores em milhares de contos.

Esta é uma belíssima medalha da autoria do escultor Charters de Almeida, um prestigiado escultor português ainda vivo. Natural de Lisboa, onde nasce no ano de 1935, cedo revela aptidão para as artes. Em 1956 inicia o Curso Superior de Escultura na Escola Superior de Belas-Artes do Porto, tendo como mestre Barata Feyo. Em 1962, ano em que termina o curso com média final de 20 valores, obtém o Prémio de Escultura Mestre Manuel Pereira. Tendo explorado essencialmente o barro, começa a sentir necessidade de um outro tipo de síntese no seu trabalho - o que o leva a explorar as potencialidades do metal, mais tarde da pedra, e por último do betão.

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Documentário RTP - Saudades da Fábrica

Convido todos os visitantes deste blogue, a assistirem no próximo Sábado dia 4 de Outubro, pela 21:15 o documentário Saudades da Fábrica. Da autoria de Paulo Silva Costa, "Saudades da Fábrica" que desta forma assinala o centenário das Fábricas da CUF no Barreiro. Terá testumunhos de antigos operários, pois eles foram os principais protagonistas desta que foi a maior aventura Industrial em Portugal no séc XX.