quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Publicação do Mês - Journal of Applied Chemistry of the USSR

Caros Leitores e amigos

Ocorreu-me introduzir no meu blogue um post mensal relativo ao tipo de publicações existentes no Centro de Documentação da CUF. Como deve ser do vosso conhecimento este Centro foi criado em 1960, sendo um dos primeiros do seu género no país. Primeiramente as suas instalações ficaram situadas em Sacavém, sendo depois transferidas para a Rua do Quelhas onde chegaram a ocupar  quatro pisos nos nº 20 e nº 22. Posteriormente por medidas económicas foi o Centro transferido para o nº 170 da Avenida. 24 de Julho onde permaneceu até ao seu final.

Este mês trago-vos o interessante Journal of Applied Chemistry of the USSR (ou em russo Zhurnal Prikladnoi Khimi) Esta publicação foi fundada em 1928 abrangendo todos os problemas de aplicação da química moderna, incluindo a estrutura de compostos orgânicos e inorgânicos, cinética e mecanismos de reacções químicas, problemas de processos químicos e aparelhos, problemas limítrofes da química e da pesquisa aplicada. Ainda hoje esta publicação continua a existir com o nome de Russian Journal of Applied Chemistry. Como se pode observar o Centro de Documentação da CUF recebia a versão inglesa desta publicação. Mais uma vez se pode constatar a empresa recebia publicações de todo o mundo cientifico, até da URSS numa época em que era por cá invulgar e quase proibido receber ou ler coisas vindas da então chamada Cortina de Ferro. 


sexta-feira, 16 de novembro de 2012

CUF - SCP - Campeonato de Lisboa de 1946

Há já bastante tempo que não me debruçava sobre a temática desportiva da CUF que também tem uma história riquíssima. Pois bem hoje viajamos até ao ano de 1946, mais concretamente ao dia 27 de Outubro, data na qual a CUF e o Sporting se debateram no Estádio do Lumiar A (à época a casa do Desportivo da CUF)

 Jogo a contar para a 7ª Jornada do Campeonato de Lisboa.

Equipa do Desportivo da CUF: Eduardo Santos; Alves, Armindo, Bernardo, Gastão, Curtinhal, Leitão, Correia dos Santos, Sousa Pereira, Armando Carneiro e Vicente
Marcadores: Sousa Pereira e Correia dos Santos

Equipa do Sporting: Azevedo; Cardoso, Manuel Marques, Canário, Veríssimo, Barrosa, Armando Ferreira, Vasques, Jesus Correia, Travassos e Albano.  
Marcadores: Arando Ferreira, Vasques e Jesus Correia

Segundo as crónicas da época, o Sporting efectuou um bom domínio durante todo o primeiro tempo, apesar da boa réplica encontrada no conjunto cufista. O certo é que o Sporting encarou o desafio sem preocupações de maior, subestimando o adversário (como tantas vezes acontece no mundo do desporto rei) e essa brincadeira poderia ter-lhe custado uma derrota. A Revista Stadium referia-se ao "team" cufista nos seguintes termos "há no seu conjunto unidades habilidosas, mas mesmo as que o são menos - sabem jogar à bola" escreveriam ainda "a Cuf tem ainda um ar simpático e modesto de grupo sem estrelas, ou com muito poucas, mas em que todas as unidades revelam jeito, disposição de jogo e vontade de acertar.". A linha avançada nos leões não se encontrava num dos seus dias, e o que é certo é que a equipa adversária foi crescendo em campo, possuindo e procurando maior numero de oportunidades que não conseguiram efectivar em golos. O Sporting, mostrou-se mais hábil tendo ganho o desafio por 3-2, contudo a imprensa da época reconhece qualidades à equipa da CUF. Foi um desafio renhido, do qual, qualquer dos dois grupos poderia ter saído vencedor.


O que era o Campeonato de Lisboa?

Esta competição vai ter as suas origens naquela que foi a primeira tentativa de se organizar uma prova futebolística de carácter nacional. Assim em Março de 1894 (muito à semelhança daquilo que já acontecia em Espanha com a Taça do Rei) o nosso rei D.Carlos, desportista nato, decide estabelecer um troféu cujo o principal objectivo era colocar frente a frente as equipas mais fortes das diversas cidades do país. Contudo, esta competição, cedo se revelou um projecto demasiado ambicioso, para uma época em que o Futebol Português encontrava-se ainda em fase de ebulição, quedando-se apenas por uma edição.
Só em 1906 haverá nova tentativa para instituir uma prova futebolística nacional. Desta vez a ideia partiu da revista Tiro e Sport (a primeira dedicada ao desporto em Portugal) onde figuraram diversos clubes lisboetas. O sucesso foi tal que acabou por originar a criação do organismo que estará na génese da expansão e promoção do futebol em Portugal, a Liga de Football Association (mais tarde Liga Portuguesa de Futebol). 
Ate 1910, efectivaram-se novos esforços para criar uma competição de carácter nacional sem sucesso. Numa época na qual o Futebol estava ainda confinado às principais cidades do país (Lisboa e Porto) é mais que natural o aparecimento do Campeonato de Lisboa. Esta prova será até aos finais da década de 20, inicio de 30 a prova mais importante do pais. Se num primeiro momento apenas figuravam nela os clubes de Lisboa,  a sua participação será alargada a outros clubes, especialmente aos grupos emergentes da "outra banda" (Barreirense, Vitória de Setúbal, CUF, etc). Contudo com o aparecimento em 1934 da 1º Liga Nacional, e anos mais tarde da Taça de Portugal, o Campeonato de Lisboa perderia cada vez maior importância no panorama futebolístico. Assim na época de 1946-47 após 41 anos de prova  esta chegava ao seu términos final.