sexta-feira, 25 de maio de 2012

Single do Coro da Tabaqueira


Capa e Contracapa


Vinil



O acho que aqui hoje vos trago, pode ser considerado no mínimo original. Pela primeira vez trago até vós um registo musical dentro desta temática, pois é, aqui vos deixo um interessante vinil editado pelo Coro da Tabaqueira, que desconhecia que tinha editado este single em 1972.

Sobre o Coro não me alongarei muito, pois a contracapa do single diz tudo: "O Coral da Tabaqueira nasceu da vontade de cantar de um grupo variável no numero e na assiduidade - condicionados pelas horas de trabalho.
Da ocupação de tempos livres do grupo, a que a empresa dedica especial carinho, resultou a realização de vários espectáculos e a gravação deste single.
O maestro César Batalha que nos conduz, conta só com elementos que não conhecem musica mas que são por ele estimulados para um forte desejo de valorização.
Ana e Se tu és o meu Amor  são dois trechos que o Coral da Tabaqueira apresenta neste single. Duas canções populares arranjadas e harmonizadas por César Batalha com acompanhamento instrumental de piano e bateria, são a prova simples mas evidente da vontade que anima o grupo Coral da Tabaqueira a fazer mais e melhor".

Sobre a Rádio Triunfo achei a seguinte informação: "A etiqueta Orfeu tinha sido usada anteriormente pela Arnaldo Trindade. No final dos anos 60 e até meados da década de 80, a Orfeu tinha tido os melhores artistas e criadores de Música Portuguesa. Uma das primeiras edições foi o registo discográfico de uma antologia poética com vários poetas de renome. José Afonso foi um dos nomes mais importantes que passou por essa editora. A Rádio Triunfo, fundada em 1946, era uma das duas únicas fábricas de discos em Portugal e mais tarde foi adquirida pela Arnaldo Trindade. Nos anos 80 a editora, já desligada da portuense Arnaldo Trindade, lançou álbuns de Rock & Várius, Seilasié, UHF, Terra a Terra, Raízes, Vai de Roda, Armando Gama e Arte & Ofício e singles de Fernando, Etta, Albatroz, Roxigénio, TNT, entre outros. No início de 1985 era uma das mais importantes companhias discográficas, representante de etiquetas como a CBS e a WEA. A editora foi expulsa da Associação de Editoras (GPPFV) e perdeu muitas das empresas que representava acabando por fechar pouco tempo depois. A nível nacional tinha artistas como UHF, Maria João, José Cid, entre outros. Após a falência, o espólio da editora passou para a Movieplay."

Nenhum comentário: