terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Notìcia: Eliminação do Grupo Desportivo da CUF da Taça de Portugal

A notícia que hoje vos trago foi retirada da revista "O Século Ilustrado" datada de 21 de Outubro de 1967, da sua secção desportiva, que aqui a transcrevo na íntegra:

"Da Eliminação da CUF, Pouco Se Pode Orgulhar o Sporting


Acabou-se a primeira eliminatória da Taça de Portugal. Vinte e uma equipas já foram pela borda fora. Foram as que estavam em previsão. E daí... Bom, se a Taça fosse um nadinha mais considerada e não se servissem dela apenas para tapar furos do calendário federativo, por outras palavras, se esta malfadada competição tivesse vitalidade que lhe compete e as suas eliminatórias, para que não lhes faltasse decência desportiva, fossem disputadas numa só mão e em campo a designar por sorteio, é bem possível que tivesse havido algumas surpresas. De certeza pelo menos, não seria possível que, na dúvida do resultado, os clubes mais fortes apresentassem as suas reservas contra os mais fracos, na certeza de que na segunda mão, estão sempre a tempo de fazer as indispensáveis rectificações no marcador.

O facto mais saliente desta eliminatória foi a eliminação da CUF. Claro que o contrário também não seria surpresa. A CUF eliminar o Sporting em Alvalade seria caso muito falado. Mas o Sporting eliminou a CUF, por ter jogado muito mal, a revelar mazelas que começam a ser muito graves e, acima de tudo, por ter defrontado um adversário em inferioridade numérica nos momentos decisivos do desafio, também é facto de assinalar.

Assinalado e bem, não deixou ele de ficar pelos próprios adeptos da equipa leonina, que não puderam esquivar-se a algumas manifestações de descontentamento. Enfim o Sporting qualificou-se e está agora muito a tempo de afinar as agulhas e justificar a passagem à segunda eliminatória, mas da eliminação da CUF é que não tem muito de se orgulhar.

Durante este mal jogado e mal arbitrado desafio, sofreram lesões graves os cufistas Capitão-Mor, que teve de ir ao hospital para que lhe fosse suturado o ferimento, e ainda Medeiros, que também abandonou o campo, e Durand, que teve de deixar o seu lugar de defesa, para derivar para o lugar de extremo.

Além do Sporting, ficaram apurados para a segunda eliminatória, que se realiza em 21 e 28 de Janeiro os seguintes clubes: Benfica, Belenenses, Académica, Setúbal, Leixões, Guimarães, Braga, F. C. do Porto, Sanjoanense, Barreirense, Tirsense, Cova da Piedade, Covilhã, Torriense, Sintrense, Viseu, Leça e Gouveia.

Espinho-Varzim e Penafiel-Lamas só decidirão a eliminatória em terceiro jogo."

Nenhum comentário: