sábado, 11 de junho de 2011

Folheto Publicitário da Sociedade Geral (1967)

Este interessante folheto, altamente ilustrado, sobre a Carreira da Guiné e Cabo Verde, não só nos informa da parte histórica desta linha de transporte (começou em 1922, sendo a mais antiga da SG) bem como por quantos navios era servida, apresentando-se depois números da sua exploração, bem como a sua rede de agentes. Na ultima página temos ainda um pequeno historial a actividade geral da empresa em 1967, os seus interesses económicos e as suas carreiras comerciais. Repare-se ainda no símbolo, já com um novo design, mais actual ao seu tempo.

Importa referir que esta carreira teve sempre bastante importância, pois não nos podemos esquecer que em 1919 é criada na Guiné, uma empresa que terá extrema importância para o sector dos óleos alimentares e industriais do Grupo CUF, falamos da Empresa Silva Gouveia, (ou da Casa Gouveia como também é vulgarmente conhecida). A partir de 1922 os navios da SG passam a escalar o porto de Bissau, indo aí buscar matérias primas, como o amendoim (mendobí), o gergelin, palma, e outras oleaginosas, que depois eram descarregadas no porto privativo das fábricas da CUF no Barreiro sendo aí transformadas em óleos alimentares e industriais. A partir de 1945, com o Despacho 100 exarado pelo Ministro da Marinha Almirante Américo Thomaz, os navios da S.G., passaram a transportar também passageiros nos seus navios mistos, escalando os portos de S. Vicente, Praia e Bissau.




2 comentários:

Luis Miguel Correia disse...

Os navios da Sociedade Geral de início não transportavam passageiros na linha de Cabo Verde e Guiné. Esse serviço era efectuado pela Companhia Colonial de Navegação, em especial com os seus paquetes GUINÉ ( I ) e GUINÉ (II). A carreira foi atribuída à Sociedade Geral com o Despacho 100 em 1945 que referia que quando o GUINÉ fosse abatido seria a SG a dar continuidade ao serviço de passageiros, o que veio a fazer com o ALFREDO DA SILVA a partir de 1950.

Ricardo Ferreira disse...

Caro amigo Luís obrigado pelas suas explicações,sempre prontas. Vou rectificar o texto